Retrospectiva da NASA em 2020

Imagem de referência
Foto de Lukas AraújoPostado por Lukas Araújo em 24/12/2020 14:13:56

Em 2020, a NASA fez um progresso significativo na exploração da Lua para Marte, cumpriu os objetivos das missões para o programa Artemis, alcançou avanços científicos significativos para beneficiar a humanidade, tudo isso enquanto ajudavam na resposta nacional contra a COVID-19.

Para a pandemia, a agência contribuiu com desenvolvimentos de um sistema de descontaminação de superfície, de um ventilador pulmonar em apenas 37 dias e de um capacete de oxigênio para tratar pacientes infectados. Já para o 20º ano da presença humana contínua a bordo da estação espacial, enviaram uma equipe pela primeira vez desde 2011. E pela primeira vez em uma espaçonave comercial da SpaceX. 

Entre suas missões, podemos destacar as que mais foram desenvolvidas: o Programa Artemis, o Mars Perseverance Rover, o OSIRIS-REx e o telescópio espacial James Webb.

 

Imagem de referência do post

(A imagem à esquerda mostra a cabeça do coletor OSIRIS-REx pairando sobre a cápsula de retorno de amostra (SRC) depois que o braço do mecanismo de aquisição de amostra Touch-And-Go o moveu para a posição adequada para captura. A imagem da direita mostra a cabeça do coletor presa ao anel de captura no SRC. Ambas as imagens foram capturadas pela câmera StowCam. Imagem divulgação - NASA, Lockheed Martin)

 

O OSIRIS-REx viajou para um asteroide próximo à Terra chamado Bennu e trará uma pequena amostra de volta à Terra para estudo. A missão foi lançada em 8 de setembro de 2016, na Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral. Conforme planejado, a espaçonave chegou a Bennu em 2018 e retornará uma amostra à Terra em 2023. Este ano, o explorador armazenou com sucesso a cápsula de retorno de amostra (SRC) da espaçonave com abundante amostras do asteroide. No dia 28 de outubro, a equipe da missão enviou comandos para a espaçonave, instruindo-a a fechar a cápsula e marcando o fim de uma das fases mais desafiadoras da missão.

 

(Testes do escudo solar. Imagem divulgação - NASA, Chris Gunn)

 

O telescópio espacial James Webb será um grande telescópio infravermelho com um espelho primário de 6,5 metros. Ele será lançado em um foguete Ariane 5 da Guiana Francesa em 2021. E será o principal observatório da próxima década, servindo a milhares de astrônomos em todo o mundo. Ele estudará todas as fases da história de nosso Universo, desde os primeiros brilhos luminosos após o Big Bang, à formação de sistemas solares capazes de sustentar a vida em planetas como a Terra, à evolução de nosso próprio Sistema Solar. Este ano, a montagem do escudo solar de cinco camadas do telescópio foi concluída e completaram os testes finais de tensão e implantação em grande escala. Este marco coloca o observatório um passo mais perto de seu lançamento em 2021.

 

(Trailer da chegada - Vídeo no canal da NASA)

 

A missão Mars Perseverance Rover é parte do programa de exploração de Marte da NASA, um esforço de longo prazo de exploração robótica do planeta. E no início deste ano, o foguete foi lançado com previsão de chegada no destino ano que vem. Esse assunto já foi detalhado em outra matéria anterior.